Skip to content Skip to main navigation Skip to footer

Desde sempre conheci o valor do trabalho, sendo este a única forma de ultrapassar com dignidade as agruras da vida” é a lição de vida que o empresário Comendador Fernando Pinho Teixeira lega para a posteridade.

Nascido a 26 de dezembro de 1936, no lugar de Arrifaninha, freguesia de Carregosa, no seio de uma família humilde, Fernando Pinho Teixeira é o mais velho de 4 irmãos e, cedo percebeu, que a sua vida seria marcada pela dedicação ao trabalho e aos outros.

Ainda criança, foi o sustento dos irmãos mais novos e o apoio de um tio com dificuldades motoras e financeiras. As necessidades obrigaram-no a fugir de casa, a pedir esmolas e a fugir uma vez mais. Aos 17 anos começou a trabalhar como mecânico numa oficina de reparação de automóveis, em Oliveira de Azeméis. Mais tarde, de mecânico passou a trabalhar no fabrico de máquinas. Seguiu-se a vida militar e, nos tempos livres, a dedicação ao fabrico de peças em ferro forjado. Depois do casamento com Lucinda Jesus Pinho, com o dinheiro que juntou, abraçou a vida profissional por sua conta.

Nasceu assim um empresário e um empreendedor nato.

Iniciou a sua atividade em nome individual em 1962, com o desenvolvimento de projetos piloto e construção de pocilgas para animais, mais tarde, em 1972 iniciou o fabrico de mobiliário escolar.

Nascia assim a FERPINTA.

Por escassez de matéria-prima e, sob visão e gestão dinâmica do seu fundador, a FERPINTA direcionou a sua atividade para o fabrico de tubos de aço, em 1975, passando a ser a sua principal atividade. Investiu em máquinas e em cada vez melhores soluções, garantindo um crescimento próspero e saudável do seu negócio.

Em 1980, criou a sua rede de distribuição e comércio de produtos siderúrgicos, numa primeira fase, percorrendo os principais polos de distribuição em Portugal, seguiu-se a distribuição por terras de Espanha com a criação de três delegações e, mais tarde rumou a Angola e Moçambique, ambas contemplando também unidades de produção fabril.

Fruto da sua paixão pelo desporto cinegético, FPT iniciou a diversificação dos seus negócios por via do turismo, com a abertura do Hotel Idanhacaça, em Castelo Branco.

Somaram-se as oportunidades e novas áreas de negócio e, mais tarde em 1997, adquiriu a maioria da empresa Herculano – o maior produtor de semirreboques agrícolas.

Rendido aos encantos da Ilha Dourada de Porto Santo, adquire, em 2000, o empreendimento Turístico Vila Baleira que inclui o hotel de 4 estrelas e um serviço de Talassoterapia.

E, ao longo destes últimos anos, as empresas têm vindo a crescer e a internacionalizar-se a um ritmo animador, pela gestão dos seus filhos, sob olhar atento do patriarca da família Pinho Teixeira.

Recebeu prémios, distinções e comendas.

É elogiado em público e alvo de homenagens. O seu papel como benemérito na sociedade que o respeita e acolhe é amplamente reconhecido e, na realidade, são inúmeras as causas sociais em que se envolve e que apoia, quer pessoalmente quer através das empresas.

O nome do Senhor Comendador Fernando Pinho Teixeira confunde-se legitimamente com o Grupo Ferpinta, do qual é fundador e que inclui atualmente mais de 20 empresas, espalhadas por Portugal e pelo mundo.

Jorge Sampaio, no prefácio do Livro “A Vida de Fernando Pinto Teixeira Empresário”, ed. de 2009, de forma sábia descreve assim o Senhor Comendador:

O Homem é alto, corpulento, afável e afirmativo.
Rege-se por valores que lhe são caros: trabalho e solidariedade.
O Senhor Comendador Fernando Pinho Teixeira nasceu, sonhou, acreditou, trabalhou e a obra aconteceu.

Este Carregosense é, pois, um nobre exemplo de como a persistência e o trabalho nos podem levar mais além. Tem na família o maior tesouro e uma grande paixão pela sua terra natal – Carregosa. Entre as várias condecorações que foi recebendo, em reconhecimento do seu trabalho, sucesso, visão empreendedora e estratégica, destaca-se a medalha de Ouro atribuída pela Freguesia de Carregosa, em 13 de julho de 2002 como agradecimento pelas suas contribuições à terra que o viu nascer. Em sinal de gratidão foi atribuído o seu nome à maior Praça da Vila, onde se destaca, em sua homenagem, um elemento escultórico representativo do homem, Fernando Pinho Teixeira.

A sua esposa, Lucinda Jesus Pinho, grande benemérita desta freguesia, também foi agraciada com a medalha de ouro a 13 de julho de 2013, tendo sido atribuído o seu nome ao Parque Infantil da praça.
O Comendador Fernando Pinho Teixeira é hoje um respeitado e acarinhado elemento da sociedade portuguesa, especialmente porque cresceu a pulso, vindo do “nada”, transformando as dificuldades em oportunidades.